50 Filmes Que Marcaram Sua Infância – Parte I

Janeiro é mês de férias, certo? E férias lembram o quê? Praia, muito sol, mar, gente bonita e saudável desfilando por aí? Não! Lembra apenas que você está em casa sem ter o que fazer e, consequentemente, vai ligar a TV para assistir aqueles programas de fofoca que passam entre as 14h e 17h (ou, na pior das hipóteses, o Casos de Família) – ou, caso você seja um cinéfilo inveterado, vai ligar a TV em suas tardes monótonas e procurar aquele bom filme para assistir enquanto curte seu ócio, certo?

Se você nasceu nas décadas de 80 e no comecinho de 90, certamente passou boa parte de sua infância assistindo aqueles clássicos filmes que passavam na TV aberta, em programas como Sessão da Tarde ou Cinema em Casa. É exatamente por esta razão que eu resolvi escrever uma série de artigos (postados semanalmente) e selecionar aqui 50 filmes que marcaram nossa infância e, cada qual por alguma razão específica, tornaram-se clássicos de toda uma geração. Os 10 primeiros vou postar hoje – mas quero ver a participação de todos, indicando aquele filme todo especial que tem um lugar reservado no seu coração cinéfilo e saudosista. Afinal, quando os filmes que você assistiu no cinema começam a passar na Sessão da Tarde, meu amigo, é sinal de que a idade já está chegando para você…

1. A Lagoa Azul
Uma das lembranças que tenho do Ensino Médio é ter levado uma nota A no semestre por ter dito a professora de literatura que A Lagoa Azul exemplificava muito bem o mito do “bom selvagem” – teoria romântica do filósofo Jean-Jacques Rousseau (já era nerd desde aquela época), que pregava que o homem nascia bom e livre, mas a sociedade o contaminava. Notas à parte, esse é um dos maiores clássicos das tardes globais de todos os tempos (e um dos mais reprisados pela emissora carioca).

Image


2. Curtindo a Vida Adoidado

Salve Ferris! Curtindo a Vida Adoidado é uma daquelas comédias que todo mundo ama amar. Matthew Broderick (em um dos personagens mais memoráveis de sua carreira) vive Ferris Bueller, um estudante que mata um dia de aula para viver grandes aventuras ao lado de sua namorada e seu melhor amigo, enquanto o diretor do seu colégio e sua irmã ciumenta tentam revelar os “podres” do adolescente.

3. Edward Mãos de Tesoura
Impossível não se emocionar com cada cena do premiado filme do meu do seu, do nosso diretor preferido Tim Burton. Contando com as participações do gênio Vincent Price e de Winona Ryder, o filme conta a trajetória de Edward, a criação de um velho inventor que falece antes de terminar sua obra e deixa Edward sem nenhuma de suas mãos (que são substituídas por tesouras). Quando Edward é descoberto por uma vendedora de cosméticos (Avon, nunca Jequiti) na sombria mansão onde vive, ele é levado para passar um tempo na cidade, causando grande alvoroço na vizinhança.

Image


4. Meu Primeiro Amor

Antes de chocar o mundo ao aparecer destruído na frente das câmeras, Macaulay Culkin foi uma bela criança. Aliás, não apenas bela – mas uma das maiores estrelas mirins do cinema de todos os tempos. Meu Primeiro Amor é, talvez, um dos melhores filmes de Culkin, que interpreta o tímido Thomas, melhor amigo de Vada, uma garota de 11 anos que está entrando na adolescência e, ao lado de Thomas, vai passar por experiências que irão mudar sua vida (desde o primeiro beijo até o último adeus). A trilha sonora, bem, é algo à parte…

5. E.T.
Lançado em 1982, E.T. é uma das maiores bilheterias da história do cinema e uma das obras-primas do gênero ficção-científica. Dirigido por Steven Spielberg, o longa narra a amizade entre um alienígena perdido na Terra e um garoto de 10 anos, que protege seu amigo durante sua estadia no planeta e o ajuda a regressar ao seu planeta. O filme foi a maior bilheteria da história durante 11 anos consecutivos, até ser ultrapassado por Jurassik Park, do mesmo diretor.

Image


6. Labirinto – A Magia do Tempo

Não foi uma grande bilheteria, mas é inegável que Labirinto – A Magia do Tempo é um daqueles filmes que a gente adora assistir – seja pela performance de David Bowie como Jareth, seja pelas músicas compostas por ele para seu personagem, ou pelo universo encantado criado para a história da garota que se envolve em uma grande aventura para resgatar seu irmão mais novo das garras dos Goblins – mas para isso, tem que atravessar um complexo labirinto repleto de desafios (estou muito narrador da Sessão da Tarde?).

Image


7. Cheque em Branco

Acho que meu instinto capitalista e consumista surgiu com o longa Cheque em Branco, filme que conta a história de Preston Waters, um garoto que recebe de um bandido um cheque em branco para cobrir os prejuízos com um atropelamento – mas faz o documento no valor de 1 milhão de dólares (em barras de ouro, que valem mais do que dinheiro – mentira) e sai gastando por aí. Quem nunca?

Image


8. A Família Buscapé

Comédia irresistivelmente pura, A Família Buscapé conta a história de um grupo de caipiras que descobre uma verdadeira mina de ouro em seu sítio e se muda para a cidade grande. Lá, eles se envolvem em incríveis confusões, enquanto despertam a cobiça de uma galera que está doida para botar as mãos na fortuna da família (sim, acho que estou muito narrador…).

Image

9. Uma Babá Quase Perfeita
O que você faria para reconquistar sua família? Bom, Robin Willians se travestiria de uma senhora idosa e assumiria o emprego de babá para ficar mais perto de seus amados filhos. Sim, este é o enredo de Uma Babá Quase Perfeita, uma das comédias mais deliciosas da década de 1990. Obviamente, o filme faturou o Oscar de melhor maquiagem no ano em que foi lançado.

  • Image


10. Ghost – Do Outro Lado da Vida

Mas nem só de comédia, aventura ou filmes infantis vivem a TV aberta. Há espaço para aqueles romances água com açúcar para encher os olhos de lágrima. E é nessa categoria que destacamos Ghost – Do Outro Lado da Vida, filme de 1990, protagonizado por Demi Moore e Patrick Swayze – que recebeu 5 indicações ao Oscar, incluindo melhor filme. Quem não se recorda da clássica canção Unchained Melody, regravação da dupla The Righteous Brothers, que se tornou o tema principal do filme?

Então, faltou algum filme? Óbvio, certo? Na próxima semana tem mais. Até lá…
PS.: lembrando que você também pode conferir este e outros artigos meus e de uma galera muito boa no site do cafecomwhisky.com.br.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s