“Vizinhos”: Sobra Bobagens, Falta Criatividade

03Há alguns anos, o grupo formado por Seth Rogen, Jonah Hill, James Franco e outros atores vem apostando em produções de humor politicamente incorreto, cujas piadas beiram o absurdo e as situações são fúteis e recheadas de bizarrices – dando a impressão de que tudo acontece a favor do roteiro, independente de ser algo coerente ou não. Obviamente, a comédia é um gênero bastante particular e relativo. O que é engraçado para mim pode não ser para você, leitor, e vice-versa. Portanto, é difícil analisar um filme como Vizinhos, novo longa de Nicholas Stoller (roteirista dos ótimos As Loucuras de Dick e Jane e Sim, Senhor) que chegou aos cinemas brasileiros nesta semana e que, em sua essência, não foge muito desta premissa.

Na trama, Mac e Kelly (Rogen e Rose Byrne) vivem tranquilamente com sua filha recém-nascida (fofíssima) em um bairro do subúrbio americano. O casal está naquela fase em que se abandonam as baladas e amigos para se assumir certas responsabilidades com a família, casa e trabalho. A paz do jovem casal acaba quando um grupo de universitários se muda para a casa ao lado, transformando o imóvel em uma espécie de república onde a “zuera never ends”. A partir daí, muitas brigas e confusões acontecem entre Mac e o vizinho Teddy, o líder gatíssimo (“esculpido por um deus gay”, como diz Seth) da fraternidade, vivido por Zac Efron (ex-HSM, é bom lembrar…).

O maior problema que eu enxergo em Vizinhos é seu infinito looping: a direção do longa é chata e repetitiva, assim como suas cenas que nos dão a sensação de “de novo isso?” a todo o momento – sensação cada vez mais frequente devido também ao fato do filme se passar praticamente nas mesmas locações. Com um argumento fraquíssimo, o que parece é que o diretor chamou alguns amigos, colocou a câmera no ombro e passou a filmar aleatoriamente as estripulias do grupo, sem se preocupar com o menor sentido que pudesse haver ou não nessa empreitada. Tudo fica ligado no modo “aleatório”, sendo que algumas cenas até funcionam isoladamente, mas não contribuem para o filme como um produto final.

02

Outra coisa que atrapalha – e muito – é o casal de protagonistas que não demonstram a menor sintonia. Creio que este mérito se deve a Seth, que mais uma vez incorpora seu personagem já batido e cheio de trejeitos. Ele fala sem parar e de forma histérica, mas isso, ao invés de tornar seu personagem divertido, o torna um chato, fazendo com que o público logo se identifique com a galera da fraternidade estudantil – muito mais camarada e gente boa do que o casal da casa ao lado. Zac Efron (que tira sarro com seu próprio tipo) até demonstra certa maturidade em cena – em um filme totalmente imaturo – , se desvencilhando de vez da imagem “fofa” da época de High School Musical. Outro lampejo de atuação suficiente está em Dave Franco (o irmão mais novo de James Franco), com seu sorriso maroto e que consegue, para mim, fazer a única cena genuinamente engraçada do longa ao imitar caricaturamente Robert DeNiro.

01

Em Hollywood, há certo preconceito com o gênero comédia. Particularmente, eu acho que este estilo de narrativa pode render ótimos resultados (vide O Lobo de Wall Street, Se Beber Não Case, o francês Intocáveis e muitos outros), mas, como já disse, isso tudo é muito relativo. Há quem possa assistir Vizinhos e legitimamente se contorcer de rir com as piadas constrangedoras e, por vezes, agressivas do filme, que envolvem o tamanho de pênis, orientações sexuais, consumo de drogas e outros temas banais que rendem, no máximo, alguns minutos de diversão – e nada alem disso. Recheado de bobagens infantilóides (tem duelo de mijos e Franco em momento de super ereção) e diálogos sem criatividade (e bom senso), Vizinhos é uma comédia para quem busca algo descompromissado. Portanto, não esqueça a pipoca – talvez ela te ajude a engolir o filme.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s